quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Gizmodo Brasil - Tem jeito? - parte 2


Ué, não era "tecnologia para pessoas"?
Essa semana lancei um post falando sobre o Gizmodo e sobre como a qualidade do que está sendo postado por lá parece estar intrinsecamente ligada à sua gestão/gestora e seus próprios interesses. 

Concluí que sim, e acrescento que isso faz parte do processo editorial. Como já mencionei naquele mesmo post, o Pedro Burgos, fã que é da Apple, fazia artigos gigantescos (gigantescos MESMO) sobre os produtos e apps da empresa.

A Nadja parece ter outros interesses, como deixa clara a imagem que abre o post, já que não existia aquela barra lateral antes dela. E também há outras matérias, como esta e esta (só para ficarmos em dois exemplos), que demonstram uma mudança nada sutil do tipo de blog que o Gizmodo já foi.

 O resultado, óbvio, são comentários como estes, de quem quer ler sobre tecnologia:

É jabá do ODZ, mas se até o ODZ falou sobre tecnologia, tá valendo, Giz!
Porra, Gizmodo! Você não merecia este triste fim!
185 pessoas dão razão ao comentarista. Acho é pouco.
Tecnologia para pessoas. Novo modelo de All Star é tecnologia? Tudo bem, a gente até aceita que no post do vestido talvez tenha alguma ciência embutida, mas, porra: NOVO MODELO DE ALL STAR????

E o que dizer deste infame post? Se vi coisa mais escrota por lá, não me lembro, e olha que frequento aquela bagaça há muito tempo!

Opa! Peraí! Estão soprando informação aqui no meu ponto eletrônico! Sim, nossa equipe de pesquisa conseguiu achar um outro post igualmente escroto e desnecessário! Ah, e tem outro aqui! CHEGA! Não me lembrem mais dessas merdas!!!!!!

Uma leitura nos comentários deste tipo de post (todos os que citei até agora) serve para calar a boca de uns uns MERDAS que têm a capacidade de serem IMBECIS a ponto de virem dizer que EU estraguei os comentários do Gizmodo!

O que estragou os comentários do Gizmodo, transformando-o num verdadeiro Gizmerda foi a linha editorial. Agora mesmo, enquanto escrevo, me deparo com mais um post de...tecnologia?

O que está matando - se é que já não matou de vez - o Gizmodo BR é essa absurda dicotomia entre o que está sendo "vendido" ao leitor (Tecnologia para pessoas) e o que está sendo entregue (moda, fofoca, celebridades, tubarões, cinema, aspirinas e urubus!). Se o Giz fosse uma pessoa, tenho dúvidas se ela sofreria de esquizofrenia ou bipolaridade, mas não devo me preocupar com isso, já que, do jeito que a coisa vai, o próprio Gizmodo vai explicar, em algum post no futuro, que "Existe diferença entre esquizofrenia e bipolaridade, e isto é ótimo!".

Se falta coerência no que tange à linha editorial, o que dizer dos posts patrocinados? Um comentarista deu a melhor definição num comentário que depois foi deletado pela moderação: "Dinheiro na mão, calcinha no chão". Realmente, esta parece ser a lógica da coisa. O Gizmodo OUSOU fazer um post patrocinado para o Baidu Browser, cara! BAIDU! Óbvio que a galera não ia perdoar:

Esse eu vou imprimir e colar na minha geladeira!
Enquanto isso, na mesma época, as pessoas estavam comentando lá no extinto Trollcnologia:


Mas essa esquizofrenia/bipolaridade alcançaria seu ápice em 19 de dezembro de 2014. Exatamente na época em que proibiram as imagens nos comentários eles lançam um post patrocinado intitulado "Por que um aplicativo de conversas resolveu abraçar a zoeira?".

O artigo indicava o uso de um aplicativo para usar imagens (agora proibidas nos comentários do Gizmerda) em suas zoeiras! Olha a coerência da coisa! Deu merda. Se você seguir o link da postagem, vai ver que não há comentários por lá, mas os nossos minions conseguiram fotografar o exato momento em que Bruce Banner se transformou em Hulk naquele dia:

Bruce soltou os cachorros!
Se quiser ler um pouco mais de comentários, nossos minions fizeram a imagem maior, disponível aqui.

Tudo isso concorreu para o povo abraçar completamente a zoeira mais pueril nos comentários, que andam piores que os do G1 (já tem gente chamando de G1zmodo!). E não: MalcriadoRJ não tem nada a ver com isso, já que nem comenta mais naquela bodega e, quando comentou (vocês viram a confissão no post de ontem), não foi zoeirinha moleque. Foi comentário de padrão elevado.

Por hoje vou parar por aqui. Talvez façamos uma parte 3. Comentem à vontade e, claro, divulguem o post. Mas, se alguém ainda tiver dúvidas de que a coisa anda muito ruim por lá por culpa do editorial, fique à vontade para ler isto, isto e isto.

MRJ