quarta-feira, 12 de agosto de 2015

MBM X ODZ - Treta?

Que blog lixo!
Dezembro de 2014. Hell de Janeiro, 40 graus à sombra. Gizmodo, que já não vinha bem nas postagens, resolveu que também não ia mais deixar ninguém comentar com imagens (mesmo que TODOS os outros blogs da F451 seguissem permitindo!). Após uma onda de reclamações de proporções épicas por parte de 99,99% dos comentaristas, MalcriadoRJ é banido.

Começava ali a minha saga para mostrar que o Gizmodo tem andado tão ruim, mas tão ruim de reportagens que até mesmo eu, que paguei o pato em nome de todos os outros comentaristas, podia fazer melhor. Nascia assim o Trollcnologia, o meu blog de tecnologia.

Na introdução do livro "Como fazer amigos e influenciar pessoas", de Dale Carnegie, encontramos uma das verdades inexoráveis da natureza humana:

"Dale Carnegie asseverava que qualquer homem pode falar
quando está irritado
. Afirmava que, se desferirem um golpe no

queixo do homem mais-ignorante da cidade e jogarem-no no chão,
ele se levantará e falará com uma eloqüência, um ardor e uma
ênfase que só seria igualada por William Jennings Bryan, nos
seus dias áureos. Asseverava que quase todo homem pode falar
em público aceitavelmente se confia em si mesmo e tem uma
idéia fervendo-lhe o cérebro
".

Pois bem, eu não sou diferente, e o Trollcnologia virou uma febre estrondosa, porque eu passei a garimpar a rede em busca de informações relevantes sobre assuntos de tecnologia. Eu, sozinho, passei a pesquisar, traduzir, escrever, adaptar e formatar.

O resultado de minha indignação? Incontáveis comentários como este:

Peraí, filho de QUEM???

Mas, muito mais importante do que inflar o meu ego com elogios (quem não gosta, né?) foi poder mostrar efetivamente às pessoas que um blog de tecnologia é apenas um blog, com ou sem uma marca por detrás. Se você tiver algum tempo livre, gostar da coisa e resolver assumir que quer, você pode até ganhar dinheiro com blog, como ensina o nosso camarada Rodrigo Ghedin, que largou tudo para trabalhar por conta própria no seu excelente MDU!

E é aí que está a pegadinha: se você quer fazer um blog de qualidade, principalmente na área de tecnologia, atualizando com uma boa frequência, você tem que ter dedicação. E tempo. Dezembro e janeiro são meses mais tranquilos, mas aí veio fevereiro e o Carnaval ritmo de trabalho voltou ao normal. Além disso, eu iria trabalhar (firme) uns dias e depois iria viajar de férias, não ia poder blogar.

Aloprei: larguei tudo para lá, não falei nada para ninguém, e, inclusive, matei o MalcriadoRJ com requintes de crueldade: troquei todas as senhas do Yahoo! Mail (essa não consegui recuperar até hoje....kkkk), do Gmail, Disqus, Twitter, etc por senhas absolutamente aleatórias justamente para eu não conseguir mais ser o MRJ. Agora seria vida real, e só.

Mas parece que o MRJ é maior que eu mesmo, e começou um zumzumzum na rede. Trocentos comentários perguntando "cadê você, Malcriado"?, "você está bem"?, "morreu"?

Eu lia, porque ia nos blogs, mas não podia fazer nada. Ficou uns 10 a 15 dias nisso, até que o Kelvin (AKA Pleisteixo Quaker) e o Eric (AKA Mac Fadden...não, pera...) resolveram aproveitar o buraco deixado (ui!) para abrir um blog de condolências chamado "Órfãos da Zoeyra". Meldels, o que esses caras têm na cabeça? o.O

O objetivo inicial era juntar a galera - principalmente os banidos do Gizmodo - num só lugar, para especular sobre o sumiço do MRJ. E eu rindo pra cacete, só vendo. Cheguei a entrar lá com uns fakes para comentar.

Uns dias antes de viajar de férias, afinal, achei que o esforço dos caras foi muito legal, e resolvi empreender uma jornada épica de volta. Consegui recuperar o acesso ao Gmail, Twitter e Orkut Disqus, falei com o Eric, que tranquilizou a galera e tudo voltou ao normal.

Mas aí veio a dúvida: o que fazer com o ODZ? Os caras tocaram o projeto, afinal, era um blog, e, como vivo falando, blogar é um vício! E foi ficando cada vez mais legal. Zoeira de raiz.

Ao voltar de viagem, abri um novo blog, o FQN. Deixa esse negócio de tecnologia pra lá. Afinal, de que adianta ter 40 anos de idade se você não pode contar seus próprios "causos", no melhor estilo "o que vi da vida"), né?

Foi um sucesso, e gerou posts que fizeram a galera se mijar de rir, como este, este, este (aliás, que fim levou o macacolinga???) e este, além de outros em que os comentários é que foram o show, como este. Aliás, foi graças a um post do FQN que nasceu o termo Zoeyra, com "y", hoje abraçado pelo ODZ!

Pelo número de links, você já percebeu que, apesar do sucesso estrondoso do Trollcnologia, que dava o dobro de pageviews do FQN, este último é que era o meu filho favorito.

O povo até gostou do FQN, mas todo dia tinha comentário: "ah, fala de tecnologia", "ah, fala do iPhone", "ah, volta com o Trollcnologia". Tanto encheram meu saco que voltei, e fiquei com dois blogs. E nisso os amigos resolveram dar um tempo do ODZ. Nunca falamos sobre o assunto, mas talvez uma coisa tenha levado à outra. O fato é que o Eric me disse que ele e o Pleisteixo Kelvin estavam num ritmo acelerado de trabalho, e não dava mais.

Cheguei a botar os dois como administradores do Trollcnologia, e eles chegaram a fazer uns poucos posts por lá, mas o ritmo estava muito devagar e a mistura não deu muito certo para nós enquanto equipe, o que foi uma pena.

Quanto a mim, você sabe: trabalhar, ter vida própria e um blog já é foda, imagina dois! Larguei a porra toda e parei de blogar de novo em maio. Aí os amigos se juntaram de novo, e ressuscitaram o bom e velho ODZ, agora como ORDEM, e não órfãos (afinal, papai voltou!), e assim tem sido.

Pois bem: há menos de 1 semana resolvi abrir esta birosca digital aqui, e tem gente dizendo que eu tinha é que ir postar no ODZ, me juntar aos caras, e não abrir um blog, dividir o público, etc.

Meu ponto é: não existe competição entre o meu amado, querido, idolatrado salve, salve ODZ e o meu blog. Os objetivos de cada um estão descritos no nome: lá o objetivo é Zoeyra (afinal, é a Ordem da Zoeyra). Aqui, o objetivo é escrever sobre o que me vem à mente (meditabundamente). E aqui eu tenho a liberdade de escrever coisas como esta que, pelo que conheço da galera do ODZ, não seria publicada nem no dia de São Nunca, dado o apego que eles têm à editora do Gizmodo.

Eu vou lá no ODZ todo dia, e você deveria ir também. Ali é um lugar para a gente falar, sim, de tecnologia, mas, principalmente, para a gente se encontrar, zoar uns aos outros e tudo mais.

Aqui eu vou escrever o que me der na telha. É uma mistura de Trollcnologia (sim, já tem uma tag com este nome) e FQN. Aqui tem zoeyra e humor ácido, mas não é só isso.

E não tem essa de um blog "roubar" a audiência do outro, pelo menos eu não enxergo assim, já que eu mesmo devo fuçar uns 30 blogs por dia, entre entretenimento, zoeira e tecnologia. Quer se divertir? Leia os dois! Siga o Twitter do ODZ, o Disquzinho do Eric, o G+ do Kelvin, seja mais um dos meus 150 seguidores no Disqus coloque nossos blogs em seus feeds, ou, se for preguiçoso o suficiente para isso, repare que no meu blog, no canto superior direito há um banner que te leva direto para o ODZ, e lá tem um igualzinho que traz você para cá, no maior conforto. Estes banners são praticamente um Uber dos links, e são totalmente antiburro, pode clicar! Estamos todos unidos pela zoeira.

Afina, zoeyra pouca é bobagem, que me desculpe o Bobagento!

MRJ

OBS: abri agora o FQN e vi que a linha do tempo que citei aqui no post tá toda errada. Foda-se, deve ser o Alzheimer me pegando. Os fatos aconteceram, a linha do tempo deve ter sido zoada por alguém com um DeLorean.