terça-feira, 29 de setembro de 2015

Novas novidades sobre os lançamentos de hoje do Google

Nova linha Sexus Nexus
Conforme adiantei em dois posts ontem, o Google quase que certamente lançará dois novos smartphones da linha Nexus hoje e há um rumor de que também pode ser apresentado um tablet com teclado, chamado Pixel C. Pois agora surgem outras novidades.

Agora surgem informações confirmando algo de que suspeitei desde o princípio: os novos Nexus, seguindo a linha de sempre, não contarão com slot microSD, sob a pífia desculpa de que não seria necessário expandir o espaço interno, dado o avanço das tecnologias de nuvem.

Balela. É uma maneira de limitar o espaço que o consumidor tem, forçando-o a comprar um novo aparelho em um tempo relativamente curto, como todos sabemos. Mesmo motivo porque a indústria padronizou a falta de uma porta microHDMI. Afinal, com uma porta dessas ligada a uma TV/monitor e um conjunto de teclado e mouse/trackball Bluetooth, quem precisa de um tablet ou notebook? Ou de um Chromecast? Ahááá!

Também não deverá ser oferecido, em nenhuma das duas versões, o carregamento sem fios, mas por uma boa razão: por causa da taxa de velocidade oferecida pela transferência elétrica usando o USB Type-C, que é maior do que a promovida pelas plataformas sem fio. Então, tá.

No post de ontem sobre os Nexus, acabei postando somente a configuração do 6P, e não a do 5X, que será a seguinte: tela IPS de 5,2" Full HD, 2 GB de RAM, chipset Qualcomm Snapdragon 808 (hexa-core rodando a 1,8 GHz) e placa gráfica Adreno 418, armazenamento interno de 16GB, câmera traseira de 12,3MP e frontal de 5MP, bateria de 2.700 mAh, tudo isso rodando o novo Android Marshmallow.

Mas surgiu uma notícia realmente chata - e, por isso mesmo, surpreendente: suas câmeras não devem ser potencializadas com estabilização ótica de imagem, que existia no LG Nexus 5 e no Motorola Nexus 6.

Este é um recurso interessante para nós, fotógrafos de meia-pataca, já que ele adiciona elementos extras à lente ou ao módulo da câmera para compensar um pouco da vibração que provoca aquelas fotos borradas que todos nós fazemos, além de ajudar a fotografar em ambientes de baixa iluminação, reduzindo o ruído nas partes mais escuras. Será, Google? =/

Bom, pelo menos nem tudo são notícias ruins. Deverá ser anunciado, também, que o aplicativo Google Photos receberá suporte para o Chromecast, o que nos permitirá exibir imagens e vídeos na TV, inclusive permitindo adicionar fotos como plano de fundo para a exibição do Chromecast.

Chromecast: novidades à vista e a prazo
Também será possível adicionar tags às pessoas nas fotografias. Hoje, o aplicativo Big Brother já tenta identificar quem está em suas fotos e agrupá-las todas, mas agora o usuário poderá atribuir um nome a cada pessoa, o que lhe permitirá fazer pesquisas compostas para encontrar fotos de uma pessoa específica, animais de estimação ou em um determinado local.

Pausa para minha teoria da conspiração: esses dias instalei um app chamado Truedialer. É uma espécie de bruxaria, que já identifica outros usuários que o utilizam e atualiza seus contatos, além de mostrar os nomes de virtualmente qualquer empresa que te ligue. Então, ao invés de aparecer um número desconhecido te ligando, já vem a informação "CLARO BR", e vc já se livra to Telemarketing.

Mas o bicho pega suas últimas ligações e fica aparecendo do lado do número um pedido: "conte-nos quem é este contato". Tá doido, não conto nada! Mesma coisa essa bruxaria do Google, que agora vai querer saber onde eu vou e com quem eu ando! Não vai me dar vacina não, FDP!!!

Claro, eles acenam com "bondades" para convencer a gente a entregar nossos amigos e familiares numa bandeja. Por exemplo, os álbuns compartilhados estarão disponíveis nesta atualização, permitindo ao usuário agrupar fotos de eventos comuns ou de temas em comum, e simplesmente atualizar as alterações, como adições de fotos, por exemplo.

Ainda não se sabe se esse recurso virá como o compartilhamento do Google Drive (mas faz sentido), e, caso venha, se permitirá diferentes níveis e opções de permissões para pessoas convidadas, ou se todos os usuários com acesso a um álbum compartilhado teriam os mesmos privilégios (o que, a meu ver, seria uma temeridade).

Por fim, além destas novidades, deverá ser anunciado o plano Google Play Family e novos Chromecasts, além de uma atualização do app para o dispositivo (que talvez já esteja disponível hoje mesmo), com foco na descoberta de conteúdo, além das funções de emparelhamento padrão.

Na nova versão do app, a função de pesquisa deverá permitir a busca de conteúdos compatíveis com Chromecast através de aplicativos de vídeo (YouTube, Google Play Movies, Netflix, Hulu Plus etc) para exibição.

A segunda geração do dongle (codinome "Earth") mantém o design original, mas vem com novos recursos, a um preço estimado em torno de US$ 35 e em três cores: preto, lemonade e coral (who cares, já que ele ficará espetado na porta HDMI da TV??).
 
Mas o bichinho deve oferecer suporte ao formato 4K e ter um desempenho aumentado em relação à geração anterior. Se vier com compatibilidade para redes wifi de 5GHz, serei obrigado a comprar!
 
A novidade é que deve ser anunciado um outro dispositivo, chamado Chromecast Audio, que custará mais ou menos o mesmo e tem outra utilidade: com um único cabo de fone de ouvido 1/8", ele adicionará a capacidade de transmissão para áudio via Wi-Fi a qualquer alto-falante padrão (ou televisão, som do carro, etc) e suportará a transmissão de áudio através de um dispositivo Android ou mesmo de uma aba do navegador Chrome para desktop. 

MRJ