quinta-feira, 15 de outubro de 2015

ATUALIZADO - Projetos malucos: um PC de mais de 10 anos


Como vocês kodos todos sabem, eu estou começando um projeto que tem a ver com um celular Android antigo. Já falei muito por alto sobre ele neste post, e voltarei a falar quando puder dar seguimento. De um modo geral, curto muito projetos malucos para reaproveitar coisas antigas, o que também já rendeu outro post. Mas essa semana eu fui surpreendido!

Eis que um vizinho do meu prédio, por algum motivo, resolveu se livrar de um antigo computador desktop, do qual me apropriei. O bichinho é bem antigo. Trata-se de um Pentium 4 SL668, de 1,6GHz, soquete 478 que, de acordo com o Clube do Hardware, trata-se de um ilustre representante da segunda geração do Pentium 4 (Northwood).

Enrolei a patroa, dizendo que ia ver se tem algo de útil dentro dele e o levei para casa no sábado, depois da praia. Desmontei, limpei, reinstalei o processador e apliquei nova pasta térmica, recolocando-o na placa-mãe (Intel D850EMV2).

Um caso curioso sobre esta placa é que ela usa um tipo raríssimo de memória: a RAMBUS RDRAM. Veio com "estratosféricos" 256MB de memória RAM, distribuídos em 2 pentes de 128MB. O mais legal é que a placa tem 4 slots e este tipo de memória precisa de condutividade em todos os slots (ou seja, não pode deixar slots vazios).

Tenho 2 pentes iguaizinhos: Samsung, 128MB PC800-45
Qual é a brilhante solução que a RAMBUS criou? Colocar outros dois pentes sem memória nos outros dois slots, os chamados "pentes cegos", ou, no original, CRIMMs (Continuity RIMMs).

Esse é o tal CRIMM ou C-RIMM
Felizmente, o bicho veio completo, até com uma fonte (genérica, lógico) de 500W e um gravador de CD 32x10x40x da LG (caraca, alguém lembra disso?).

Só não veio com uma placa de vídeo, e eu queria testar o bicho. Rapidinho achei um cara vendendo uma no OLX e peguei com ele na terça. O detalhe é que a placa tem um slot AGP 4X funcionando a 1,5V. Tive que pesquisar muito pra me lembrar de que as placas AGP 8X podem ou não ser retrocompatíveis com este slot. Por fim, concluí que qualquer AGP que tivesse duas ranhuras funcionaria, e acabei comprando essa belezura aí por meros 35 reais:

NVIDIA FX5500
Era o último passo. Instalei a placa, liguei o bicho (ainda sem HD) e...funcionou! A partir daí, comecei a pesquisar diversos artigos sobre Linux, para ver qual distro eu instalaria no bichinho. Um deles foi esse aqui. O desafio é instalar uma distro que torne "usável" um computador com meros 256MB de RAM.

Baixei alguns, testei e até agora achei que o mais legalzinho foi o Slax, seguido de perto pelo Slitaz. Aí me deu o estalo: já que eu estava baixando ISOs e mais ISOs de Linux, por que não baixar um CD de instalação do Windows XP? Fui na locadora do Paulo Coelho, baixei um XP SP3 pré-ativado e instalei num velho HD Quantum Fireball de 20GB.

Por incrível que pareça, o bichinho está voando. Hoje cedo cronometrei: ele demora menos de 1 minuto entre apertar o botão de ligar e a tela do XP estar pronta para uso, com o processador em idle e menos de metade da memória ocupada! Isso em um micro com 256MB de memória! Pra vocês terem uma ideia, meu outro desktop, Core2Duo E7400 com 4GB de RAM e uma placa de vídeo mais atual (configuração completa aqui) demora uns bons 3 minutos para inicializar no Linux Mint de 64 bits!

Alguém explica essa bruxaria?

O pior vai ser explicar para a patroa que eu me apaixonei pelo bichinho e tenho pena de mandá-lo embora. ='(

O que farei com ele, minha gente?

EDIT: Começo a me empolgar para tirar a poeira do K6-II 500 com 768MB de RAM DDR1, HD de 10GB e placa de vídeo PCI RIVA TNT2 de 32MB que tenho guardado na casa dos meus pais com o XP instalado! O único porém é a placa-mãe, uma terrível PC Chips M571.

ATUALIZAÇÃO: para quem não acredita, aí está um vídeo do bichinho. Você pode ouvir o click do botão de ligar aos 12s, e verá que em menos de um minuto ele está pronto. Tem umas fotos, também.



Estatísticas promissoras para quem tem uns bons 12-13 anos!
Comprovação do hardware e versão do Windows
O gabinete atual: surrado e velho de guerra
MRJ