quinta-feira, 20 de outubro de 2016

A identidade secreta do Raposão do Ártico



A raposa foi desmascarada.
Se há um animal azarão polêmico na fauna infernética brasileira, este atende pelo nome de Raposão do Ártico. Mas que segredos este suposto vulpídeo esconderia? Não precisa esperar o Globo Repórter para saber, basta continuar lendo!


Já há alguns anos todos temos acompanhado, nos mais diversos blogs de tecnologia, os uivos cholos deste mamífero de pelo alaranjado, preto e branco, e muitos chegaram até mesmo a classificá-lo como vulpídeo.

Mas quantos dentre nós efetivamente fizeram um trabalho de investigação, perquirindo se nosso peluço colega comentarista realmente é quem diz ser? De maneira simples: alguém aí já pesquisou com que se parece a raposa do ártico? Não? Pois bem, ei-la:

Essa,sim, é a Raposa do Ártico.

Mas não é apenas a cor da pelagem que difere da apresentação do nosso amigo Raposão. Reparou que lá no primeiro parágrafo eu o chamei de suposto vulpídeo? Isto se deve ao fato de que o Raposão do Ártico usa como avatar uma foto de raposa vermelha (vulpes vulpes), enquanto a legítima raposa do ártico atende pelo nome científico de Alopex Lagopus, sendo o único membro do gênero alopex, e não um mero vulpídeo!

Mas a coisa não termina por aí! Todos sabemos que esta suposta raposa é brasileira, gosta de dar piruletas e espalhar lágrimas. Mas lágrimas se transformariam em gelo no Ártico, então isso não faz sentido, e é preciso ter pernas bem longas para dar o tipo de piruleta que ele dá e também poder correr do Chicão, como ele tanto gosta.


Analisando os fatos, temos: um animal laranja, preto e branco, brasileiro, que acha que é raposa, chora, dá piruletas, é arredio e fujão. A conclusão lógica é uma só: não se trata de uma raposa do Ártico (lógico), e nem mesmo de uma raposa! Na verdade, o Raposão é um...

Viadão Lobo-Guará(chrysocyon brachyurus)!

Agora tudo faz sentido! Um animal desengonçado, muito desmunhecado, que gosta de fruta (alguém já viu outro lobo que come fruta???), mora no Brasil e vai no máximo a alguns países da América Latrina, e ainda tem estas características narradas no vídeo(a partir de 40s):


Então, amigos, já sabem. Ao se dirigirem ao Raposão do Ártico, podem chamá-lo de Lobo Guará. Sem medo.

Esse foi mais um serviço de utilidade pública do Medita.

MRJ